INCIDÊNCIA DE CONTUSÃO EM FRANGOS DE CORTE NUM ABATEDOURO DA ZONA DA MATA DE MINAS GERAIS

Autores

  • EDCARLOS SAN SEVERINO TEIXEIRA
  • RAFAELA TEIXEIRA RODRIGUES DO VALE COSTA
  • LARYSSA FREITAS RIBEIRO

Resumo

A qualidade da carne de frango está diretamente relacionada com os meios de produção e as práticas de manejo antes do abate. Muitas das condenações das partes são ocasionadas devido a contusões ocorridas no campo ou na empresa. Verificou-se no período de Janeiro a Abril de 2020, um total de abate de 14.031.866 aves, totalizando 38.911.488,16 quilos de carne de frango abatidos. Neste período, o total de descarte verificado por contusão foi de 83.255,073 kg (0,214%) nas asas, 20.229,2 kg (0,052%) no peito e 65.765,876 kg (0,170%) no peito. Os locais que promoveram as maiores incidências de hematomas foram no campo (Granja), totalizando 62,41%, 70,50% e 74,57% de descartes respectivamente para asa, peito e coxa de frangos abatidos. A perca total da empresa, descontados o reaproveitamento das partes como Farinha, seria de R$333.481,17 (Trezentos e trinta e três mil, quatrocentos e oitenta e um reais e dezessete centavos) durante o período estudado. As percas econômicas verificadas permitem inferir que as condenações por contusão das partes comestíveis como asa, peito e coxa, trazem grandes prejuízos para a indústria avícola, sendo o manejo das aves no pré-abate um dos fatores mais importantes, quanto ao impacto negativo para o bem-estar animal, inocuidade alimentar e rentabilidade da empresa.

Downloads

Publicado

20/04/2021