Uma Análise do Comportamento e dos Efeitos da Carga Tributária na Economia Brasileira no Período de 1980 a 2012

Autores

Resumo

Desde a primeira vez que foi mensurada no Brasil, em 1947, a carga tributária vem apresentando comportamento ascendente, a exceção a 1963/64 e 1985, anos em que apresentou declínio. Nesse sentido, o trabalho objetivou discutir o comportamento da carga tributária e verificar seus efeitos sobre as variáveis principais macroeconômicas, entre 1980 e 2012, período cujo crescimento foi mais expressivo. Para atingir esse objetivo, foi utilizada modelagem Vetor Autorregressivo (VAR). Os resultados indicaram que, a exceção da taxa de câmbio, que depreciou após o choque tributário, os demais agregados econômicos apresentaram retrações, as quais se estabilizaram, em geral, após quatro períodos, ratificando os efeitos de longo prazo. Logo, pode-se inferir que efeitos expansivos da carga tributária tendem a limitar o crescimento econômico pelos efeitos duradouros provocados na atividade econômica, sobremaneira no comportamento dos agregados reais; entretanto os efeitos não ocorrem de forma isolada, havendo elevado nível de dependência ou de interligação, inclusive nas variáveis nominais, as quais muitas vezes são utilizadas como instrumento para o atingimento de objetivos econômicos e políticos.  

Biografia do Autor

José Washington de Freitas Diniz Filho, UNIVERSIDADE CEUMA

MESTRE EM ADMINISTRAÇÃO PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (UFSM), CONTADOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO (UFMA) E PROFESSOR DE PÓS-GRADUAÇÃO E GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE CEUMA.

Downloads

Publicado

03/09/2017

Edição

Seção

Artigos