LEVANTAMENTO DE CASOS DE ACIDENTES OFÍDICOS NAS CIDADES DE ABADIA DOS DOURADOS, ESTRELA DO SUL E IRAÍ DE MINAS

Autores

  • Maria Eduarda Fernandes Borges
  • Dayanne Cristina Luiza de Lima
  • Cássio Resende de Morais

Resumo

No mundo, estima-se que existem cerca de 3000 espécies de serpentes, sendo que destas, 400 são reconhecidamente peçonhentas. No Brasil, das 256 espécies nativas, 62 são peçonhentas. Esses animais são encontrados em todo mundo, exceto regiões geladas (polos do planeta e locais de altas altitudes), apresentado maior distribuição em locais de clima tropical. Embora as serpentes sejam importantes no equilíbrio do ecossistema, por meio dos seus respectivos papéis na cadeia alimentar, muitas espécies podem causar efeitos nocivos ao homem devido aos acidentes ofídicos. Em se tratando de espécies de serpentes brasileira, 4 gêneros de serpentes se destacam no país, a saber: Gênero Crotalus, Bothops, Lachesis e Micrurus, os quais dependendo da região, estão diretamente associados a processos de envenenamento em humanos. Partindo da premissa que acidentes ofídicos são comuns em clima tropical, o presente trabalho teve como objetivo fazer um levantamento de casos de acidentes ofídicos nas cidades de Abadia dos Dourados, Iraí de Minas e Estrela-do-Sul. Foi feito uma coleta de dados relacionados a acidentes com serpentes brasileiras nas Unidades Básicas de Saúde nas cidades de Abadia dos Dourados, Iraí de Minas e Estrela-do-Sul, ambas situadas nos estado de Minas Gerais, Brasil. Concluímos que os acidentes ofídicos são comuns em regiões de zona rural e locais de potenciais riscos nas cidades. Em todas as cidades avaliadas foi constatado a prevalência de acidentes ofídicos com serpentes pertencentes ao gênero Crotalus. Além disso acidentes com serpentes do gênero Bothrops foram comuns nas cidades de Iraí de Minas e Estrela do Sul. Acidentes elapídicos foram notificados nestas duas últimas cidades supracitadas. Estrela do Sul configura-se a cidade com maior número de casos de notificações de acidentes ofídicos, o que faz sugerir a intervenção de políticas públicas de ação imediata, buscando minimizar os casos de acidentes ofídicos.

Downloads

Publicado

23/04/2020